"Tornei-me insano, com longos intervalos de uma horrível sanidade" - Edgar Allan Poe

Seguidores

Siga

Siga

Postagens populares da semana

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Mil Anjos Mortos – Deus Precisa de Nós


Nanda acordou cedo nesse dia, tinha milhões de coisas pra fazer no escritório, era terça-feira mais o cansaço era tanto que parecia ser sexta, o clima estava nublado e abafado e o ar-condicionado da sua sala estava quebrado, tinha pedido pro seu chefe arrumar, mas as coisas eram lentas pra esse tipo de coisa, menos pro trabalho as coisas eram lentas, as pilhas de processos pra digitar aumentavam cada hora mais, ela estava prestes a explodir, e infelizmente isso realmente aconteceu.

- Nanda, preciso desse documento pra daqui dez minutos. – disse seu chefe sem nem ao menos olhar pra ela.

- Mas eu tenho dois outros que são super urgentes pra agora, não posso parar com eles. – a respiração de Nanda tinha mudado.

- Achei que esses documentos já tivessem prontos.

- Claro que não, o senhor me entrego eles hoje de manhã e são enormes, eu nem almocei ainda tentando termina-los.

- Largue esses e faça o que eu mandei, tu já foi melhor Nanda.


- Não! – Nanda tremia um pouco. – Não! Eu vou terminar o que estou fazendo agora. – um calor tinha subido do seu peito pro rosto. – Eu estou cansada, cansada de tudo isso. – Nanda se levantou derrubou os papéis encima da mesa e foi embora deixando seu chefe sem reação.

Nanda saiu do prédio tremendo da cabeça aos pés, nunca tinha feito algo parecido na sua vida, chegou no seu carro, mas não teve forças de abrir a porta de tão nervosa que estava, sentou no chão no lado do carro e chorou durante alguns minutos, tinha certeza que seria demitida, tinha dado duro pra conseguir esse vaga e perderia por um ataque por ter sido pressionada.

Se levantou aos poucos enxugando as lágrimas do rosto quando um pequeno estrondo muito parecido com um raio veio do céu, logo em seguida o céu ficou dourado, as nuvens foram furadas com uma chuva de meteoros, e um deles caiu encima do seu carro, amassando ele e quebrando os vidros, penas brancas flutuavam em todo o lugar até caírem no chão, depois do susto Nanda olhou ao redor tentando entender o que havia acontecido, alguma coisa estava se mexendo encima do seu carro, não tinham sido meteoros a cair do céu, mas por incrível que parecesse eram anjos.

Ela fica com receio de chegar perto dele, ainda não acreditava que realmente um anjo tinha caído do céu encima do seu carro, nada fazia sentido no momento pra ela, caminha de volta pra perto do seu carro, com a queda tinha se afastado um pouco. As penas brancas rodeavam todo o seu carro, eram super brancas e de quase trinta centímetros cada uma e algumas manchadas de um liquido dourado.

- Venha aqui, por favor, não tenho muito tempo. – a voz apesar da dor que saia dela era tão suave e nítida.

- Quem é você?


- Quem! Não o que! Obrigado pelo respeito. – ele se levantou um pouco mostrando assim seu rosto. Era simetricamente perfeito, ela não sabia explicar como, mas passava uma paz em seu olhar.

- O que está acontecendo?

- Fomos atacados como nunca antes, as forças escuras estão mais poderosas, o Senhor está em perigo, ele vai precisar de vocês mais do que nunca.

- Nós quem?

- Toda a humanidade.

- Deus realmente existe então, sempre tive minhas dúvidas, o que vai acontecer agora?

- As tropas da trevas viram pra terra, o mundo precisa se preparar, nosso pai precisa de nós. – ele tinha vários ferimentos pelo corpo onde um liquido dourado saia, Nanda agora sabia que era o seu sangue.

- Preciso te levar pra algum médico, não parece estar bem.

- Não, meu destino já está traçado, mas o teu ainda vai durar.

- Eu não tenho forças pra isso.

- Tem sim, só ainda não sabe. – ele esticou a mão e tocou seu rosto, imagens de uma menina entraram na sua cabeça. – Ache ela, essa é sua missão, ela saberá o que fazer a seguir. – e com um sorriso no rosto ele fechou os olhos e seu corpo esfriou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LENDAS URBANAS

LENDAS URBANAS

Postagens populares

100.000

100.000

Página no Facebook