"Tornei-me insano, com longos intervalos de uma horrível sanidade" - Edgar Allan Poe

Seguidores

Siga

Siga

Postagens populares da semana

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Fábula - A Borboleta Azul e a Formiga


Link da Parte 2



          Era uma vez em um determinado jardim verde e florido, uma doce e triste formiga colhia sozinha algumas plantas e frutas, o formiguinha nunca conseguiu se encaixar com as outras formigas do formigueiro, ele vivia triste porque achava que iria morrer sozinho, até que ele viu no céu a coisa mais bonita que ele já vira na vida, uma linda borboleta azul. Ele se apaixonou na hora pela sua beleza e ainda mais quando ela desceu do céu pra falar com ele.

          - Oi Sr. Formiga, tudo bem?

          - Sim, sim muito melhor agora.

         Eles se tornaram amigos inseparáveis, passando noites e dias conversando, trocando confidencias, agonias e sonhos, a doce borboleta sempre contava seus problemas em casa, e a formiguinha sempre escutava atentamente pronto pra ajudar e apoia-la, eles com o passar do tempo se apaixonaram.

       
 A borboleta azul um dia desapareceu deixando apenas uma mensagem no chão dizendo pra formiguinha esquece-la, ele não entendeu o porquê disso, eles estavam se dando tão bem, mas o que ele não sabia que a borboleta azul tinha medo do que a sua família e amigos iriam pensar dela namorando uma formiga e das consequências disso, o formiga ficou super triste e perdido, resolveu ir atrás do seu amor.

        Ele procurou, procurou e procurou até que a achou, ela não queria voltar atrás na sua decisão e estava prestes a se casar com alguém que sua família e seus amigos achavam certo, mesmo sabendo que seria infeliz não queria decepcionar todos, o casamento seria no outro lado do rio, a formiga não iria desistir tão fácil e nadou pra chegar ao outro lado, mas não teve forças e na metade do rio começou a se afogar. 

          A borboleta azul percebendo a bobagem que estava cometendo voou pra salvar o seu amor, mas chegou tarde e a formiguinha havia se afogado, a borboleta azul levou a formiga pro topo de uma árvore no sol na esperança de que ela sobrevivesse, foi em vão, pois a formiguinha não se mexeu mais, por uma bobagem e medo da vida ela tinha perdido o seu amor, com remorso todos os dias ela visita à formiguinha no topo da árvore com a esperança que um milagre aconteça.


22 comentários:

  1. Nossa linda essa historia.. .quase chorei

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Obrigado pelo elogio, vou escrever outro desse mesmo tipo, W. R. Dos Santos.

      Excluir
  3. História emocionante....

    ResponderExcluir
  4. Achei que seria de terror.

    ResponderExcluir
  5. Parece foi feita pra mim ?!♥♥

    ResponderExcluir
  6. Show, adoro contos. Quando puder dá uma lida nos meus.

    ResponderExcluir

LENDAS URBANAS

LENDAS URBANAS

Postagens populares

100.000

100.000

Página no Facebook