"Tornei-me insano, com longos intervalos de uma horrível sanidade" - Edgar Allan Poe

Seguidores

Siga

Siga

Postagens populares da semana

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Um Brinde pra Vingança





Aquelas lindas declarações vindas de alguém tão belo como Thiago fez Jade se derreter como um cubo de gelo no calor, os dias se tornaram melhores, as pessoas ficaram mais suportáveis, tudo que era preto e cinza tinha se tornado num arco-íris. Jade sempre foi uma garota tímida, apesar de linda, escondia isso do mundo a todo o custo, a tristeza sempre batia no seu peito como uma faca afiada, ninguém a entedia, sofria calada com o olhar de desdém dos outros, até mesmo sua família não a entendia, mas depois de um mês de trocas de carinhos por mensagens estava se sentindo viva novamente.

Comprou as passagens de ônibus, Thiago morava longe, mas ela estava decidida a encontra-la e cair de corpo e alma nesse conto de fadas. Comprou a melhor roupa da loja, se maquiou como nunca antes tinha feito na sua vida, finalmente se sentia bonita, aquela tristeza que a fazia querer morrer estava quase extinta, sem contar pros seus pais embarcou nessa aventura que não poderia dar errado.


O dia estava perfeito o sol radiante no céu só era menor que seu sorriso de felicidade, mas esse dia lindo rapidamente se tornou negro como as trevas, seus olhos praticamente sangraram quando ela viu o amor de sua vida com outra garota, aos beijos sem se importar com quem os visse.

Jade ficou descontrolada, a dor em seu peito era tão grande que pensou que fosse explodir a qualquer momento, não deixou ser vista, ficou perambulando pela cidade até que deu seu horário de voltar pra casa, foi direto pro seu quarto, ignorou os xingamentos de sua mãe por seu sumiço, se atirou na cama e chorou a noite inteira, chorou tanto que teve que trocar o travesseiro encharcado.

Estava determinada a se matar, toda aquela tristeza que sempre esteve com ela e momentaneamente tinha desaparecido voltou mais forte do que nunca. Comprou um litro de vinho escondida bebeu todo em um gole só, pegou a gilete e cortou os pulsos. Acordou na manhã seguinte no hospital sob o olhar de desaprovação de todos, mas estava determinada a acabar com aquele sofrimento, conseguiu comprar de um traficante um recipiente de veneno.

Escreveu uma carta de despedida, apenas dizendo os motivos, mas nunca pedindo desculpas pelo o que ia fazer, antes de fazer qualquer coisa, resolveu se despedir de alguns amigos mais diretamente, foi quando viu uma mensagem de um tal de William, como não tinha nada a perder e estava em clima de despedida começou a conversar com o rapaz, acabou contando toda a sua história, a conversa estava tão boa que nem percebeu que já tinha amanhecido, ele também passava pelos mesmos problemas de depressão que ela, então resolveu adiar seu suicídio, até que depois de algumas semanas desistiu. William contou o que tinha feito com a pessoa que tinha destruído seu coração, Jade decidiu fazer o mesmo, a tristeza com a ajuda dele se tornou raiva e essa raiva foi transformada em ódio, estava sedenta por vingança, e incrivelmente esse sentimento a fazia melhor.

Jade continuou falando com Thiago como se nada tivesse acontecido, descobriu os dias que ele ficava sozinho e decidiu agir. Durante um mês inteiro treinou tudo com William que mostrou como ela deveria fazer cada coisa sem deixar vestígios, comprou algumas drogas pesadas e uma quantidade de dinheiro pra simular que foram traficantes.

Jade invadiu o apartamento de Thiago na calada da noite, escondeu as drogas e o dinheiro no armário dele, no escuro ficou esperando a sua chegada. A excitação daquele momento era quase que um prazer sexual, nunca esteve tão bem na sua vida, entendeu que ninguém poderia ser tão importante quanto ela mesma, não valia a pena morrer por um verme, mas ele tinha que pagar pelos seus pecados.

Thiago entrou pela porta e foi surpreendido por uma agulha no seu pescoço caiu como um bebê recém-nascido acordou amarrado na sua cadeira com a boca tapada, tentou sair de algum jeito quando Jade apareceu vestida com um tipo de roupa em látex que deixava suas partes intimas a mostra, se esfregou nele como se estivesse mostrando o que ele perdeu, quando notou que seu pau tinha ficado duro pegou sua faca e arrancou suas bolas de uma vez só, se contorceu o que pode de dor, as lágrimas jorravam feito cachoeiras.


Jade fez um curativo pra ele não morrer com a falta de sangue, porque ele ainda tinha que sofrer mais. William entra pela porta, beija Jade e transam por cima dele, ela fazia questão que ele visse com detalhes tudo o que estava acontecendo. William pega um copo e serve um Champanhe, que estava dentro da geladeira, fazem um brinde pra vingança. Cada um dá uma facada no seu estômago, ele agoniza enquanto os dois vão embora de mãos dadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LENDAS URBANAS

LENDAS URBANAS

Postagens populares

100.000

100.000

Página no Facebook